CORPO/ARENA
de Joana Bértholo

.

Texto escrito ao abrigo de uma Bolsa de Criação em Dramaturgia da DGLAB em 2019.

Tinha estreia marcada em Itália (companhia Mammut Teatro) em Maio de 2020, cancelada devido à pandemia de COVID19.

Em janeiro de 2020, foi objecto de uma leitura no ciclo de leituras de textos teatrais “Esta noite grita-se”, pela Companhia Cepa Torta.
Desse programa:

«Arranca-se a 4ª temporada do “Esta noite grita-se” com texto da autora portuguesa, Joana Bértholo.
Joana Bértholo, com um consolidado percurso enquanto autora literária, optou recentemente por arriscar no campo da escrita teatral. Com este Corpo/Arena traz-nos um tríptico passado em ambientes distópicos nos quais reconhecemos muitas das preocupações que ocupam o pensamento contemporâneo. Bértholo usa aqui o teatro para nos apresentar a ideia do corpo enquanto lugar fronteira da relação nunca fácil com o nosso contexto e com o nosso futuro. E as personagens que introduz são inesperadas: três gordos que não se conseguindo deslocar, aguardam ansiosamente a entrega da próxima dose de comida, um homem que desde que perdeu o pai nunca mais conseguiu dormir, e três velhos que se degladiam pela melhor posição frente a uma ventoinha, enquanto discutem a pertinência de se manterem vivos. Muito embora os ambientes nos transportem automaticamente para o imaginário de Beckett, estas personagens são dotadas de um realismo que transparece na lucidez dos seus argumentos quando discutem o seu futuro – futuro que, tal como o nosso, é incerto e assustador.»

Direção: Miguel Maia e Filipe Abreu

Interpretação: Ana Vilela da Costa, José Mateus, Miguel Maia e Victor Gonçalves